A Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura do município de Santa Tereza de Goiás realizou no dia 22 de dezembro de 2020, às 8 horas, a ação de recuperação e preservação do córrego Manoel Gomes, através do programa Virada Ambiental, executado na fazenda Terra Boa, do proprietário José Boaventura. Este projeto foi uma realização da SEMMA em parceria com as instituições: EMATER, SEMAD, Governo do Estado, e FGM, onde também contou com o trabalho da superintendência de Urbanismo, estando presentes todos os colaboradores desta equipe.

O lançamento do Projeto pela manhã contou com a presença de diversas autoridades de instituições municipais e estaduais, a fim de executar o trabalho num regime de parceria e colaboração sobre a recuperação de toda extensão deste córrego. A Engenheira Ambiental Maristela Rodrigues de Oliveira deu início aos trabalhos e falou da importância do Projeto, juntamente com o Diretor de Secretaria Deusdete Mendes da Silva do Município de Santa Tereza de Goiás e a Analista Ambiental da SEMMA Amanda Laryza Barboza, que são responsáveis pelo Programa Recuperação de Nascentes, juntamente com a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura do Município de Santa Tereza de Goiás, representada pelo Gestor Roberto Carlos Ferreira, onde juntos têm realizado um importante trabalho neste sentido, recebendo todo o apoio do Prefeito Edson Palmeiras dos Santos que tanto tem colaborado para as ações de Preservação do Meio Ambiente. Estiveram presentes também, o Zootecnista e Técnico da Emater de Santa Tereza de Goiás, Joabe Junio do Carmo Silva e o Diretor Administrativo da Emater Antonio Gomes de Abadia Neto, da Unidade Local de Santa Tereza de Goiás; também estiveram presentes demais Secretários de Governo, Servidores Públicos Municipais e Estaduais e comunidade local.

A ação se compromete a recuperar e preservar o córrego Manoel Gomes, historicamente importante para a comunidade, sendo que o córrego é um dos afluentes do rio Santa Teresa. Este córrego, infelizmente, vem sofrendo grande degradação pelo desmatamento e ações de fazendeiros da localidade. Por tais motivos, através deste projeto, realizaram-se algumas atividades como: o cercamento e plantio de mais de duas mil mudas na área da APP, com o comprometimento de monitoramento a longo prazo.

O plantio de mudas na área de proteção do córrego contou com espécies nativas do cerrado, são elas: Ipê, aroeira, angico, embaúba e outras, a fim de recuperar o cerrado que vem sendo devastado nas últimas décadas.

Espera-se com início deste projeto, possamos atender outros afluentes do Rio Santa Teresa que precisa de recuperação e preservação, tantos córregos quanto rios, para que possam dar sustentabilidade ao Rio Santa Tereza que é o manancial do Município de Santa Tereza de Goiás, importante Rio que é afluente da bacia Araguaia/Tocantins. Com ações desta natureza, na localidade em que vivemos, preservando e cuidando do ambiente, estaremos a contribuir para a bacia mencionada.

Galeria de imagens

compartilhar este artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu